HOJE E ONTEM... UM PARALELO HISTÓRICO...

            O QUE FOI ONTEM... MODIFICOU-SE HOJE E... O QUE  É HOJE... FOI O APOGEU DE ONTEM.



16 de Março de 1884 - É assentada a Pedra fundamental da Basílica do Sagrado Coração de Jesus, toda ela construida de Pedra-Sabão e consagrada por D. João Antônio dos Santos, primeiro Bispo de Diamantina- 6 de Abril de 1890.(nota do editor...Segundo Zé da Sé, a primeira pedra assentada no alicerce da Basílica foi retirada  do local onde era a chácara dos Padres e seguiu em direção ao local do Seminário em uma carroça puxada por um animal todo enfeitado de fitas e bandeirolas.

17 de Maio de 1888 - Pela primeira vez o diamantinense assistiu, no Teatro Santa Isabel, a Lanterna Mágica (Filme) precursora do cinena, sendo exibida em quadros imóveis, a Paixão de Cristo.

 Casarão da Rua do Bonfim...onde nasceu o General José Vieira Couto de Magalhães - Diamantina, em 09 de Junho de 1885, na Diretoria do Barâo de Capanema, passou a contar com o Serviço de Telégrafo Nacional e, a primeira Diretoria dos Correios e Telégrafos de Diamantna foi instalada nesta Velho Casarão.

 
Casarão mandado construir pelo Desembargador e Contratador João Fernandes de Oliveira onde residiu por muitos anos com a sua querida e amada Chica da Silva ( A Rainha do Tejuco). Posteriormente foi residência do Sr  Augusto da Matta Machado e, ao final, dos seus herdeiros. Hoje é um próprio do Patrimônio Histórico.


17 de Janeiro de 1718 - Mineradores de Ouro do Tejuco (Ribeiro) voltando dos trabalhos mataram em uma verdejante mata um Veado Galheiro enorme. Este lugar é hoje a Rua do Bonfim, Praça Monsenhor Neves, Larguinho Coronel Antonio Eulálio de Souza. Puseram-no em uma padiola e no Burgalhau, por onde o povoado começava a subir, ofereceram-no ao Paulista Francisco Gomes da Silva, Sargento Mor dos Bandeirantes Aventureiros.


12 de Janeiro de 1854 - Baile de gala no prédio de trés andares da Rua Direita pertencente ao Coronel Francisco José de Almeida, cuja construção findou em 10 de Dezembro de 1853. Participaram deste baile, entre outras as famílias de Serafim José de Meneses, futuro Barão de Araçuaí; Coronel Rodrigo de Souza Reis; Josefino Vieira Machado, futuro Barão de Guaicuí; José Ferreira Brant, futuro Comendador e futuro proprietário do mesmo prédio; João da Matta Machado Senior; Cadete Coelho; Doutor Samuel Queiroga; Doutor Lucindo Pereira Passos Senior; Capitão João Vieira de Azevedo Coutinho; João Evangelista Caldeira Brant; Antonio Moreira da Costa, futuro Barão de Parauna; João Batista Macedo Senior, pai do futuro Músico " Pururuca" também de nome João Batista de Macedo.


Adicionar legenda
21 de Março de 1788 -  Chegam ao Tijuco os Republicanos e Inconfidentes Alferes Joaquim José da Silva Xavier ( Tiradentes), e os Poetas Inácio José de Alvarenga Peixoto, Cláudio Manoel da Costa e Tomás Antonio Gonzaga. Vieram fundar uma Sociedade Secreta para combater os Braganças e proclamar uma república como a da Suiça. Hospedaram-se na casa do Dr. José Viera Couto na Rua e Largo do Bonfim, que comungava as mesmas ideias. ( Casa Acima).


Marco Antonio de Araújo Abreu- Visconde de Itajubá- um dos mais ilustre filho de Diamantina, nasceu no Arraial do Tijuco, neste sobradão acima, em data de 25 de abril de 1805, Filho do Guarda-Mor Sebastião de Araújo Abreu e dona Ana Cândida da Costa; 16 irmãos, Bacharel e Professor, nomeado, pela Princesa Isabel, Ministro  dos Negócios Interinos e Cônsul Geral nas cidades Hanseáticas em 1834, encarregado de negócios em Hanover, Oldemburgo, Mademburgo-Strelitz ...Ministro na Dinamarca, Suécia e Noruega. Faleceu em París-França a 7 de fevereiro de 1884.


                         Antiga Residência do Coronel Pedro Miranda e da Poetisa Mariana Higina



                                         Antigo Casarão onde residia o Senador Olímpio Mourão 

Antiga residência do Capitalista Luiz de Resende, proprietário que foi da maior e mais afamada Joalheria do Rio de Janeiro
Um Chafariz de Pedra sabão é construido no Largo do Rosário com dois bicos d'água na boca de duas carrancas, durante o Governo da Capitania de Minas, por Luiz da Cunha Meneses, em 1787.


Visite as Postagens mais Antigas

Nenhum comentário:

Postar um comentário